E-mail Senha
 
Artigos e Notícias

10.10.2008 - Artigo
Separamos aqui algumas curiosidades envolvendo veículos

A primeira lei de trânsito chamava-se Lei da Bandeira Vermelha e foi promulgada em 1836, na Inglaterra. Além de limitar em dez quilômetros por hora a velocidade máxima, obrigava a que o carro fosse precedido por um homem portando uma bandeira vermelha para alertar os pedestres, a no mínimo 60 metros de distância. O Brasil detém o recorde de a avenida mais larga do mundo. É o Eixo Monumental de Brasília, com doze pistas - seis em cada direção - somando 250 metros de largura. Tem comprimento de 2.400 metros, estendendo-se da Praça Municipal até a Praça dos Três Poderes. O primeiro acidente de trânsito registrado no Brasil ocorreu no Rio de Janeiro, no final dos anos 1800. O abolicionista José do Patrocínio importou um carro e o deu para o Olavo Bilac, que sem ser habilitado, bateu na primeira árvore que encontrou. A primeira lombada eletrônica do Brasil foi instalada em Curitiba, capital do Paraná, em 20 de agosto de 1992 A lombada eletrônica foi inventada pelos irmãos Schause: Donald, Samuel e Walter. Eles são brasileiros. O Dia Nacional da Paz no Trânsito e o Dia do Motorista, são comemorados anualmente, em 25 de julho. Em 1903 o custo para tirar uma carta de habilitação era de 10$000 (dez mil réis). A Semana Nacional do Trânsito é comemorada, anualmente, entre os dias 18 e 25 de setembro. O primeiro atropelamento, com morte, foi no dia 7 de agosto de 1896, na Inglaterra. O primeiro semáfaro do mundo foi instalado em Boston, nos Estados Unidos, em 1840. O carro a álcool chegou a representar 66% da frota produzida no país. Nos anos 80, porém, descobriram-se novas reservas de petróleo e seu preço caiu. O álcool perdeu a vez. Em 1997, a fabricação de carros a álcool foi de apenas 1.117 unidades, todos da Volkswagen. Pró-Álcool - O Programa Nacional do Álcool foi iniciado em 1975, quando o preço do barril de óleo cru subiu muito por causa de conflitos no Oriente Médio. Imaginava-se que os preços permaneceriam tão elevado que a busca de combustíveis alternativos se tornou mania mundial. O Brasil teve a idéia de usar álcool nos carros e a colocou rapidamente em prática. Os primeiro modelos de carro a álcool foram lançados em 1979. O governo incentivou a produção do combustível vegetal e subsidiou o preço dos carros e do próprio álcool na bomba dos postos. Em maio de 1922, um americano de 18 anos, George Frost, inventou e instalou o primeiro auto-rádio em seu Ford modelo T. A novidade começou a ser fabricada em escala industrial apenas cinco anos depois. Chamavam-se Philco Transitone e eram construídos pela Philadelphia Storage Battery Company. O francês Alfred Faucher inventou, em 1906, o espelho retrovisor. Também são atribuídas a ele a invenção da luz de freio e do pisca-pisca de direção. Os limpadores de pára-brisa foram patenteados pela americana Mary Anderson, em 1903. Os limpadores, operados mecanicamente, apareceram em 1916 nos Estados Unidos. Um carro checo, construído em 1897, foi o primeiro a aparecer com pára-choques. Depois de rodar 15 quilômetros, no entanto, o acessório caiu e não foi mais colocado. Por isso, as honras ficaram com o inglês F.R. Simms, que colocou um pára-choque feito de borracha em seu carro, no ano de 1905. Os cintos de segurança foram utilizados pela primeira vez pelos pilotos que disputaram a corrida Paris-Marseille, na França, em 1896. Mas foi o francês Gustave Désiré Liebau que patenteou, em 1903, o cinto como conhecemos hoje. Um médico militar americano, Coronel Stapp, estava fazendo testes com outro modelo na mesma época. O primeiro carro com cinto de segurança foi lançado em setembro de 1949 pela Nash. Henrique Santos Dumont, irmão de Alberto, foi quem trouxe o primeiro autómovel para o Brasil, em 1893, um Daimler a vapor. O primeiro acidente foi causado pelo poeta Olavo Bilac. Ele bateu numa árvore em 1897. Foi o americano Henry Ford (1863-1947) que construiu o primeiro carro movido a gasolina (1893). Dez anos depois, ele passou a fabricar carros em série na sua fábrica em Detroit, reduzindo seus custos drasticamente e tornando o automóvel um meio de transporte acessível. Os primeiros foram os modelos T, construídos de 1908 a 1927. Venderam mais de 15 milhões de unidades. "Faço carros de qualquer cor, desde que sejam pretos" dizia ele. Explicação técnica: a tinta preta era mais barata e secava mais rápido. A corrida de teste de Daimler aconteceu alguns meses depois das voltas de Benz ao redor da fábrica - e não teve acidentes. O motor de Daimler finalmente tornou o carro uma realidade. De fato, as duas companhias se fundiram em 1926 para produzir automóveis Mercedes-Benz. O mais curioso, entretanto, é que os dois proprietários nunca se conheceram. A maior parte dos historiadores reconhece dois alemães, Karl Friedrich Benz (1844-1929) e Gottlieb Wilhelm Daimler (1834-1900), como os pioneiros do automóvel. O primeiro carro prático que teve sucesso em uma corrida de teste foi um veículo de três rodas construído por Benz, um engenheiro mecânico, em 1885. Com a aparência de um carrinho de bebê gigante, o carro deu quatro voltas numa pista ao redor de sua fábrica, sob a torcida da esposa de Benz e seus empregados. Até que uma das correntes se rompeu com um estalo e o carro parou completamente. Naquele mesmo ano, durante uma exposição pública de seu veículo aperfeiçoado, Benz teve seu primeiro acidente: excitado pela velocidade de seu carro, ele colidiu com um muro de tijolos. O primeiro homem a dar uma volta em uma engenhoca movida a vapor foi o oficial de artilharia francês Nicolas Cugnot. Em 1769, o seu veículo de três rodas alcançou a velocidade de 4 km/h em uma rua de Paris, para - no auge de seu sucesso - colidir com uma árvore, produzindo o primeiro acidente de automóvel. Um ano depois, ele apresentou um novo modelo para o transporte de canhões. Ao dobrar uma esquina, Cugnot causou outro acidente. Desse modo, ele ainda seria o primeiro homem condenado por condução perigosa e acabou na prisão. Aconteceu em 1903 a primeira viagem de automóvel entre as cidades de São Francisco e Nova York. Levou exatos 52 dias. A rodovia que apresenta o tráfego mais intenso, com 331 mil veículos por dia, é a Interstate 405 (San Diego Freeway) na Califórnia. Pelo trecho de 1,5 Km, circulam 25.500 veículos no horário de pico. O primeiro Código de Trânsito do Brasil, foi o Decreto -Lei nº 3.671 de 25 de setembro de 1941, mas de maneira esparsa, algumas Leis já tratavam do trânsito desde 1910, como Decreto nº 8.324 de 27 de outubro daquele ano, que cuidava do serviço subvencionado de transporte por automóveis. A primeira estrada macadamizada do continente surgiu em a 23 de julho de 1861 com a rodovia União Indústria (ligava os Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais), com 144 km de extensão, sendo 96 km no estado do Rio de Janeiro e 48 km em Minas Gerais. O grego Homero (VIII a.c.) e Leonardo da Vinci (1452-1519), chegaram a descrever o carro, mas somente em 1769 o francês Nicolas-Joseph Carnot fez o triciclo com o motor a vapor do escocês James Watt. Em 1908 foi adotada a primeira legislação referente ao licenciamento de condutores de veículo em Rhod Island. Em 1904, existiam no mundo aproximadamente 55.000 veículos


Publicidades
Home Artigos e notícias Fale conosco
Quem somos Dicas Planos
Veículos Links Financiados
     
Copyright © 2008 - Liber Automóveis ® - Todos os direitos reservados